Arquivo da categoria: Índia

O FASCINIO DA INDIA E NEPAL – MARÇO DE 2015

O  FASCINIO  DA   INDIA  E  NEPAL

MARÇO 2015  –  Período: de 5 a 26 de março

 Coordenação: Maria Helena Avena

kapiltours@terra.com.br

 

Rajastão

Operadora na INDIA – KAPIL TOURS &TRAVEL

http://www.goldentriangle-india.com/

Agencia no Brasil – BELLA TERRA TURISMO

http://www.bellaterraturismo.com.br

 PROGRAMA INDIA

 Uma das civilizações mais antigas do nosso planeta, a Índia é um país de contrastes. Dos suntuosos palácios e monumentos do Antigo Império aos seus diferentes tipos de santuários ecológicos, a Índia fascina o mundo com seu jeito único de ser essencialmente exótica ,misteriosa e bela.

A diversidade de línguas, hábitos e modo de vida não impedem que haja uma grande unidade na cultura do país.

Ao mesmo tempo em que cada estado tem seu próprio modo de expressão, como na arte, música, linguagem ou culinária, o indiano é profundamente arraigado ao sentimento de amor à sua nação e tem orgulho de sua civilização ancestral, o que mantém viva até hoje sua arte, cultura de tradições.

Moeda – Rúpia Indiana( 1 dólar +- 45 rúpias)

1381536_649753608389092_1727722072_n

TEMPLO FLOR DE LÓTUS – DELHI

07 DE MARÇO: – CHEGADA A DELHI

Chegada ás ….. ( Agencia pesquisando melhores ofertas) .no Aeroporto de Nova Delhi. Após passar pela Alfândega & Imigração , o representante da Empresa estará recepcionando o grupo da forma tradicional da Índia.

Após recepção traslado para o Hotel

Resto do dia livre para descanso e adaptação ao fuso horário da Índia, cerca de 8h e meia de diferença ( a mais) do Brasil.

Jantar e noite no Hotel

Delhi – A capital dos reinos e impérios é agora uma metrópole com uma mistura fascinante do passado e do presente. A Nova Delhi tem avenidas largas e movimentadas, belíssimos monumentos, hotéis maravilhosos, restaurantes e uma vida noturna que não fica a dever das grandes cidades européias.

 É uma introdução perfeita para conhecer a cultura desse pais ancestral, um verdadeiro caleidoscópio , que é a Índia. Onde a modernidade convive  harmoniosamente com o antigo..

 Old Delhi , a Cidade Antiga,com suas ruas estreitas sempre apinhadas de gente é o retrato de uma Índia, realmente “antiga” mas que ao mesmo tempo convive em harmonia com a modernidade. Riquixás , tuc, tuc, elefantes, vacas, carros trafegam por essas ruas sem nenhum tipo de “stress” . Milhares de lojas, um colorido shopping a céu aberto, oferece todos os tipos de mercadorias que fazem a alegria dos turistas. A principal e maior Mesquita da Índia está localizada no coração de Old Delhi, a maravilhosa  Masjid-i Jahān-Numā , conhecida comumente como Jama Masjid de Delhi erguida entre 1644 e 1658, construída pelo imperador Mongol Shahjahan

 1379335_649755985055521_1965593915_n

CITY PALACE – JAIPUR

08 DE MARÇO : DELHI

Após o café seguimos  para visitar a cidade de Delhi. Na histórica Old Delhi visitaremos Raj Ghat, o memorial de Mahatma Gandhi, a Mesquita Jama Masjid, construída em 1648 uma das maiores mesquitas da Índia; passaremos pelo Forte Vermelho, um monumento de arenito impressionante, que também foi construído por Shah Jahan, criador do Taj Mahal.

Mais tarde, visita a Nova Deli:  Índia Gate – No centro de Nova Deli se ergue imponente a a 42 m de altura  a famosa Porta da Índia ,  como arco no meio de uma encruzilhada. O monumento foi construído em honra  aos 70 mil soldados indianos que perderam suas vidas lutando pelo exército britânico durante a Primeira Guerra Mundial I. O memorial traz os nomes de mais de 13.516 soldados britânicos e indianos mortos. passaremos pelo Parliament House e pelo Palácio residência da Presidente da Índia.Depois vamos visitar o Qutub Minar, o mais famoso e alto “minarete” da Índia, com  72 metros de altura com mais de  oito séculos.

  Resto do dia Livre –  A noite coquetel e jantar de boas vindas na casa do diretor da empresa em Nova Delhi, uma oportunidade do grupo conhecer mais de perto os hábitos e costumes do pais.

Pernoite no  Hotel.

20130314- Allepey-95

 HOUSE BOAT  

09 DE MARÇO – DELHI –  Após o Café da Manhã sairemos para visitar o “ Aksharhdam Temple”. Almoço  – Resto do dia livre

Templo “Swaminarayan Akshardham” –  é um lugar impressionante  que mostra a magnitude da antiga arquitetura da Índia  e uma amostra dos dez mil anos  da cultura Indiana com sua deslumbrante grandeza, beleza e sabedoria. Trata-se de um grande monumento de arenito cor de rosa e mármore branco, com 43 metros de altura e 96 de largura,  decorado com 234 colunas talhadas em pedra, contando com mais de 20.000 esculturas e estátuas de divindades.

 10 DE MARÇO: DELHI – Café da manhã e após iremos visitar outro  magnífico Templo o“Flor de Lótus” (Lótus Temple)

Esse fantástico monumento , chamado “Casa de Devoção” pelos adeptos da fé Bahai na Índia e conhecido como Templo de Lótus. A Fé Bahai é uma religião mundial independente, com suas próprias leis e escrituras sagradas, surgidas na antiga Pérsia, atual Irã em 1844. Fundada por Bahá’u’lláh, título de Mirzá Husayn Ali (1817-1892), não possui dogmas, rituais, clero ou sacerdócio.

O Templo de Delhi tem a forma de uma flor de Lótus, em razão dessa flor ser o símbolo nacional religioso da Índia

Depois almoço e iremos conhecer o popular mercado “ Connaught Place” , onde está localizado o Palika Bazaar. Preparem-se para caminhar e comprar. No Palika Bazar encontra-se de tudo e a preços bem baratos.

Sugestão : O jantar pode em algum restaurante do entorno do próprio Connaught Place

11 DE MARÇO-  DELHI / JAIPUR  –  carro ( aproxim. 275 Kms )

Chegada no Hotel , Check In. resto do Dia Livre para descanso, massagem e outras atividades independentes.

Programa Opcional – Visita a Uma Joalheria e Show de Marionete(Puppets) a noite

akshardham03f

 Aksharhdam Temple

12 DE MARÇO : JAIPUR 

MANHÃ: Após o café da manhã  no hotel, vamos começar o dia fazendo uma excursão ao  Forte Amer.

O Forte  foi construído em 1600 por Raja Man Singh ,  um típico palácio/forte  e está localizado  a 11 km de Jaipur. Mistura a arquitetura hindu e muçulmana. O percurso até o Forte é uma experiência inesquecível, pois, em razão da longa subida, torna-se necessário utilizar um elefante para fazer a longa subida. ( Incluídos no pacote a entrada para visitar o Forte  e a subida nos elefantes)

Do topo do forte podemos ter uma visão maravilhosa da cidade real de Jaipur e ver reflexo do Forte Amber no Lago Maota, em frente.

 TARDE : City tour para visitar o Observatório Astronômico “ Jantar Mantar”, e o Hawa Mahal, ou Palácio dos Ventos , um dos mais fascinantes monumentos da Índia e  o principal cartão postal da cidade. Construído no final do século XVIII pelo marajá Sawai Patrap Singh, está situado na parte mais antiga da cidade. Sua fachada, composta de 933 pequenas janelas  que foram especialmente concebidos para que as mulheres do harém do marajá pudessem observar as ruas sem que ninguém as visse. Hoje é apenas  uma  das fachadas do fabuloso Palácio da Cidade (City Palace) que foi residência da família real e que também vamos visitar. O City Palace, foi construído em uma mistura de estilos do Rajastão e  Mugha, o Palácio que tem um museu  que exibe uma excelente coleção de pinturas em miniatura, figurinos da época e e o arsenal.

JAIPUR – Visita ao “Chokhi Dhani “ ( Uma vila Étnica), tipo Resort)

Chokhi Dhani Village apresenta um tema diferente para cada dia, uma celebração que mostra a cultura Rajashthani , diversão, entretenimento, jogos, compras, culinária, dança folclórica, música e muito mais ….Jantar e Show, incluídos no pacote

Pernoite no Hotel

 OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Mesquita Old Delhi

13 DE MARÇO : JAIPUR / FATEHPUR SIKRI / AGRA DRIVE (240 Kms approx)

Após café da manhã, saímos pela estrada em direção a  Agra  para conhecer o magnífico Taj Mahal. No caminho para Agra, vamos visitar Fatehpur Sikri   situada a cerca de 40 kms de Agra e foi construída pelo Imperador Akbar em 1569 e abandonada após 15 anos devido à escassez de água. Vamos visitar, no local o “Jama Masjid, o Túmulo de Salim Chisti, o Panch Mahal.. Após a visita continuamos em direção a Agra. Chegada e check In no Hotel.

Pernoite no Hotel.

 OLYMPUS DIGITAL CAMERAAMER FORT  – JAIPUR

14 DE MARÇO : AGRA

Após o café da manhã , saímos para visitar o  mundialmente famoso “Taj Mahal”, o monumento de amor imortalizada em mármore. O Taj Mahal em Agra, na Índia, é um dos mais belos monumentos do mundo. Foi construído pelo imperador Mughal Shah Jahan como mausoléu de sua amada rainha Mumtaz Mahal, após sua morte, em 1631. O Taj Mahal é reconhecido mundialmente como um símbolo de amor eterno. Construído em mármore branco e rodeado por jardins magníficos é de fato deslumbrante. O Taj Mahal é um Patrimônio Mundial da UNESCO e é considerado uma dos sete, maravilhas do mundo e o exemplo supremo da arquitetura de Mughal na Índia. (O Taj Mahal está fechado nas sexta-feira)

Mais tarde vamos visitar o magnífico Forte de Agra (Red Fort), classificado na lista do Patrimônio da UNESCO. O forte foi construído às margens do rio Yamuna , um dos principais afluentes do Rio Ganges em uma área de cerca de  2,5 km. , É uma construção magnífica com muitas histórias a serem contadas, pois era centro da dinastia dos mongóis e quatro imperadores participaram da sua construção. No forte ficou preso, por ordem do seu filho o Imperador que construiu o Taj Mahal que ali morreu olhando de longe a “obra” que se perpetuaria como símbolo do amor, em todo o planeta.

 AGRA – Show especial “MOHABBAT e o   THE TAJ SHOW “ ( Incluidos no pacote)

O Sanskritik Natyashala apresenta ‘Mohabbat-the-Taj “- um espetáculo retratando a saga do amor. O verdadeiro e imortal amor do Imperador  Shajahan pela Imperatriz  Mumtaz Mahal-sua bela esposa; o estilo de vida luxuoso da era Mughal; as dificuldades  artesãos que demoraram de 22 anos para criar a espécime mais preciosa  de artesanato  …

‘Mohabbat-the-Taj’ at ‘Kalakriti é  uma oportundiade de entrar em contato com o legado  cultural e histórico da Índia. Vale a pena conhecer e ser uma testemunha da herança “ganhar vida” através das performances apresentadas.

Pernoite no Hotel

 OLYMPUS DIGITAL CAMERA

15 DE MARÇO : AGRA/ DELHI  (aprox.220 Kms ) + VÔO para Cochin

Após café da manhã saimos de carro  em direção Delhi para  tomar o  vôo para Cochin, que parte às  14:05 Hrs e chegaem  Cochin cerca de  18:30 hrs. Chegada e traslado ao Hotel 

Pernoite no hotel em Cochin

 16 DE MARÇO : COCHIN

Café da manhã  no hotel. Mais tarde vamos começar as  visitas turísticas na cidade. Visita ao Palácio holandês do século 16, a Sinagoga mais antiga da época da colonização britânica e conhecer as  redes de pesca típicas na região..

À noite vamos  apreciar o tradicional show de dança Kathakali – ( Programa Opcional)

Jantar e pernoite no Hotel.

 Kerala_boatrace

                                                                                                                    ALLEPPEY

17 DE MARÇO : COCHIN / ALLEPPEY – de carro (aprox 60 km ).

Após café da manhã Check-out e vamos de carro  para Alleppey. Lá chegando, vamos viver uma experiência especial e única. Ficaremos hospedados em  um HOUSEBOAT, embarcação típica da região.

São conhecidos como “Ketuvallam” ou o barco de arroz. Os vastos arrozais fazem parte da tradição e da paisagem  da região. Faremos um  fascinante passeio  no canal , pelo Lago Vembanad . O mar, na região, é composto por uma rede única de rios, lagos, baías, lagoas e canais que se estendem para as aldeias e através das cidades.

Café da manhã, almoço, jantar e pernoite no houseboat (fotos abaixo)– Incluídos no Pacote

 Kathakali_Dance

Dança Kathakali

18 DE MARÇO:  ALLEPPEY / KUMARAKOM   (Aprox. 50km)

Após o café da manhã,  desembarcamos e vamos para o Hotel,  para check in

Kumarakom, é um destino  turístico famoso e sem dúvida o paraíso fascinante mais revigorante no estado de  Kerala, chamada de “terra dos deuses” . Esta pacata aldeia de Kumarkom está localizado as margens do Lago Vembanad entre florestas de manguezais  e  vastos coqueirais em toda parte,  arrozais, sinuosas lagoas e remansos, mangues , aves de uma centena de variedades , lugares que pacificam e revigoram a  mente.  A água doce do lago corre para o continente e no trajeto fazem um labirinto de lagoas, riachos, canais e cursos de água. O remanso abriga uma variedade de espécies de fauna e flora e vida marinha.

No lago Vembanad  encontramos o rico e tradicional  artesanato da região.

 19 DE MARÇO:  KUMARAKOM /COCHIN  (Aprox. 75km)

 Após café da manhã check-out e sairemos de carro para  Cochin . No trajeto visitaremos o Templo Jain e a Ilha de Willington, que deve seu nome ao  Lord Willingdon, ex-vice-rei britânico da Índia, É uma ilha artificial e  local dos melhores hotéis da cidade e centros comerciais, o Port Trust e da sede do comando naval do sul

Mais tarde tempo livre para fazer compras no  Shopping “Lulu “

“Lulu Shopping”  é o maior Shopping center na Índia, com cerca de  230.000 metros quadrados e é parceiro  da grande cadeia de hotéis JW Marriott.

O visitante tem mais de 360 lojas à disposição, incluindo as áreas de alimentos, restaurantes, áreas de entretenimento familiar e uma ampla sala de estar e cinemas. É um bom lugar para passar o dia, uma vez que pode ir às compras e se divertir.

Pernoite no hotel perto do aeroporto de Cochin para facilitar o traslado para tomar o Vôo para Katmandu

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

 Stupa Boudanath

20 DE MARÇO: COCHIN / KATMANDHU

Transferência de manhã cedo para o aeroporto para pegar o vôo de Kathmandu. O vôo  é através de Delhi . Saída de Cochin às  07:25 Hrs., escala em Delhi e chegada em Katmandu  às 14:55 h.

Recepção e traslado para o Hotel . O resto do dia será livre para relaxar.

Pernoite no hotel em Katmandu

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA DUBAR SQUARE – KATMANDHU

PROGRAMA NEPAL

Período  21 de março a 25 de março

Antigo reino, hoje  republica, encravado nos Himalayas, é um dos mais ricos países do mundo em termos de biodiversidade, tendo uma excepcional posição geográfica, uma incrível variedade de ecossistemas , e as maiores montanhas do planeta, incluindo o famoso Everest. Oito das 12 montanhas mais altas (acima de 8 mil metros encontram-se lá. Um espetacular geografia e também uma das mais ricas culturas. O país, com uma população de mais de 22 milhões de habitantes,  é uma mistura de grupos étnicos e subgrupos que falam mais de 70 línguas e dialetos, sendo o Nepali a língua oficial e a rupia nepalesa a moeda do país.( 1dólar +-_75 rúpias) Como curiosidade o  país, apesar de ocupar apenas 0,1% do planeta, possui: 2% das plantas com flores do mundo; 8% da população de pássaros( mais de 848 espécies); 4% de mamíferos do planeta; 11 das 14 famílias de borboletas do mundo ( mais de 500 espécies) 600 famílias de plantas nativas e 319 espécies de orquídeas exóticas. Moeda: Rúpia nepalesa (USD 1 = 75 rupias)

  OLYMPUS DIGITAL CAMERA

21 DE MARÇO : KATHMANDU 

Depois do café da manhã .  City Tour através da cidade de  Kathmandu. Visita a cidade: a Durbar Square – o antigo quarteirão residencial real possui mais de 50 importantes templos e monumentos e entre eles se destaca o templo Taleju. Visita ao Palácio Singha Durbar, Hunuman Dhoka – entrada do palácio real com sua estátua do macaco dourado. Caminharemos pela Freak Street para visitar o templo Kumari, residência da ” Deusa Viva” uma tradição  da região em que uma jovem é escolhida por meio de um processo de seleção antigo e místico para se tornar a encarnação humana da deusa-mãe Hindu. 

Seguimos depois para  Swamyambhunath , a magnífica “stupa” com os olhos do Buda pintado nos quatro lados, um local sagrado há mais de 2.500 anos, mesmo antes do advento do budismo que   recebe visitas de peregrinos de todo o mundo e é um dos símbolos do Nepal.

Continuamos as visitas dessa vez para conhecer a magnífica ‘Stupa de  Bouddhanath local onde se reúne, hoje, a maior parte da comunidade tibetana no vale de Kathmandu, que é formada por antigos imigrantes e por refugiados recentes vindos a partir da invasão chinesa ao Tibete, em 1950, principalmente após a fuga e auto-exílio do Dalai-Lama, em 1959. As suas abóbadas brancas simbolizam os quatro elementos -água, terra, ar e fogo-, acima dos quais estão representados, por anéis dourados, os 13 níveis da sabedoria necessários para atingir o Nirvana

Pernoite no hotel em Kathmandu

 nepal esse

22 DE MARÇO:  KATHMANDU – BHAKTAPUR – NAGARKOT

 Após o café da manhã, seguiremos  para Nagarkot e no caminho visitaremos  Bhaktapur. ‘ “a cidade dos devotos”, onde passearemos pelas ruas estreitas e templos  antigos contemplando e casas de lugar. Começaremos  o passeio com  uma visita à Golden Gate e depois iremos  visitar o palácio das 55 janelas , Portão os Leões , o Templo  Nyatapola (o mais alto em seu estilo de todo o Nepal), e templo Bhairab Dattratraya .

  Mais tarde continuaremos em direção a  Nagarkot , um destino turístico internacional, com uma vista espetacular sobre  os Himalayas .

 Nagarkot ,é considerado  como o melhor local  da região para  apreciar o magnífico nascer do sol  com vistas espetaculares do Himalayas , incluindo o Monte Everest.

No restaurante teremos oportunidade de degustar o vinho da região ou a famosa cerveja “Everest”.

Pernoite no Hotel.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA 

23 DE MARÇO : NAGARKOT – KATHMANDU

Após o café da manhã sairemos em direção a  Kathmandu.

Ao chegar  continuamos a excursão para visitar a cidade de Patan. Também conhecida como Lalitpur, “a cidade da beleza “ que está  separada de Kathmandu apenas pelo rio Bagmati e é a segunda maior cidade do vale.

Para aqueles que querem levar para casa um tapete tibetano, este é o lugar ideal para comprá-los. Posterior transferência para o hotel.

Pernoite no Hotel

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

24 MARCH : KATHMANDU – FREE DAY

Dia livre para descanso e compras. Sugerimos o Bairro de Thammel

Pela manhã  quem desejar poderá fazer um vôo sobre os Himalayas (Programa Opcional) . Se o tempo estiver nublado o vôo não é realizado.

Visita ao Monastério de Kopan  ( Programa Opcional )

 Obs: O Monastério não está aberto ao público todos os dias.

A noite  jantar em um restaurante Nepalês em Katmandu seguido por danças típicas ( Incluído no pacote)

Pernoite no Hotel

25 DE MARÇO:   Após o café da manhã  no Hotel , partida para o aeroporto para tomar o vôo para  DELHI OU MUMBAI , chegada a ???????? e embarque para o Brasil, levando as lembranças maravilhosas vividas. Nota: dependendo da Companhia aerea voltamos via Mumbai ou via Delhi.

 FIM DOS NOSSOS SERVIÇOS

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Palácio da deusa Viva – Kumari

RELAÇÃO DOS HOTEIS – INDIA E NEPAL

CATEGORIA – DE LUXE

- NOVA DELHI – Le Meridien

http://lemeridien.hotelsgroup.in/le-meridien-new-delhi.html

- JAIPUR  – Rajputana Palace Sheraton

http://www.itchotels.in/hotels/itcrajputana.aspx

 

- AGRA – Jaypee Palace

http://www.jaypeehotels.com/contact_us/index.aspx

- COCHIN – Oberoi Trident

http://www.oberoihotels.com/oberoi_amarvilas

- ALLEPPEY –  Houseboat

- KUMAKARON – Vivanta By Taj Kumarakom

http://www.vivantabytaj.com/kumarakom-kerala/overview.html

- COCHIN – Courtyard by Marriot (ficaremos dessa vez nesse Hotel, perto do aeroporto pois viajamos cedinho para o Nepal

- NEPAL – KATMANDHU – Soaltee Crown Plaza

http://www.ihg.com/crowneplaza/hotels/us/en/kathmandu/ktmnp/hoteldetail

- NAGARGOT – The Fort http://www.tripadvisor.com.br/Hotel_Review-g315763-d338287-Reviews-The_Fort_Resort-Nagarkot_Bagmati_Zone_Central_Region.html

 

1461455_262208440597484_1693825157_n  198133_100313940054442_1585226_n

UDAIPUR – A Veneza do Oriente (roteiro de fev/mar 2015)

U D A I P U R

Lakepalace-udaipur

Udaipur é a cidade dos palácios, templos e havelis e inspira qualquer um que a visite a viver um conto de fadas.

Foi fundada em 1559, pelo marajá Udai Singh II a mando do imperador mongol (mughal) Akbar.  Udaipur  foi capital do império mughal até que o mesmo enfraqueceu.

 800px-LakePalaceEarlyMorning leela-palace-udaipur-india

Essa linda cidade do Estado do Rajastão, é conhecida como a “Cidade dos Lagos”, ou ainda como a “Veneza do Oriente”, graças aos seus palácios e a água que rodeia a cidade, fazendo dela um enorme oásis na aridez do Rajasthan. É uma cidade vibrante e misteriosa e esconde seus segredos milenares aos olhos dos menos atentos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA OLYMPUS DIGITAL CAMERA OLYMPUS DIGITAL CAMERA OLYMPUS DIGITAL CAMERA

 - A maioria das cidades do Rajastão, entre outros  estados da india, tem um City Palace, onde vivia o maharaja. Hoje os palácios se transformaram em museus ou hotéis, porque a época dos marajás passou e eles vivem de “rendas”

 

800px-JagMandir 800px-Udaipur_palace_nightUdaipur

- Palácio da Cidade (City Palace), as margens do Lago Pichola. Sua construção durou aproximadamente 300 anos e é dividido em uma série de jardins, pátios e edifícios.

 Os palácios dessa cidade, como o  Palácio do Lago (Lake Palace)  foi construído  em 1754, pelo marajá Jagat Singh II e era um palácio de verão, dos mais fascinantes de toda índia,  mas hoje em dia ele é um hotel luxuoso. Vocês lembram o filme 007 – Octopussy?

 Então, foi aqui que ele foi filmado. As visitas não são permitidas e só podemos conhecê-lo se for almoçar ou jantar no local.

udaipur UDAIPÚR Lake_Palace%2C_UdaipurOLYMPUS DIGITAL CAMERA 

- Templo Eklingi –  construido em 734 ad considerado o mais famoso do Rajastão.   

Localizado há 22 km de Udaipur, é um templo hindu dedicado ao Deus Shiva, um dos mais importantes do panteão de deuses hindus.

Nesse local existem cerca de 180 templos cercados por uma muralha, dedicados ao deus SHIVA. Eklingji é uma manifestação do Deus Shiva – EK  signigfica – um   e  Lingi –  lingan, penis  e JI, é uma palavra usada para designar respeito na Índia

 TAJ NEWS TW-1 UDAIPUR Jag Mandir Lac Pichola Udaipur OLYMPUS DIGITAL CAMERA Udaipur-citypalace

Lingam – significa a energia primordial do criador . os hindus acreditam que no final de toda a criação , todos os diferetnes  aspectos dos deuses encontraram um lugar de repouso no lingam.

 Brahma  escolheu o lado direito

 Vishnu  o lado esquerdo  e gayatry dentro do coração

 O SHIVALINGAM é também considerado a representação da coluna cósmica infinita de fogo , cuja origem brahma e vishnu não eram  incapazes de deixar vestígios

 OLYMPUS DIGITAL CAMERA Udaipur_219 Udaipur-Lake_Palace-Image-Courtesy-Passion4Luxury (1) kasturi_art_city_udaipur Jagdish_Temple_Udaipur 800px-JagMandir

É muito especial com a imagem do deus multifacetada feita em pedra preta. As várias faces de Shiva podem ser vista em quatro direções – o Sol ao leste, Brahma no oeste, Vishnu no norte e Rudra no sul. Neste templo, Shiva é representado com a sua família: sua esposa, Parvati e seu filho , o Deus elefante Ganesha um dos mais populares deuses da Índia.

 OLYMPUS DIGITAL CAMERA

-

 

VARANASI – A CIDADE DE SHIVA ( roteiro fev/mar de 2015)

V A R A N A s i

11) Sarnath (63) (1280x793)

11) Sol Varanasi (34) (1280x853) 

- VARANASI  – A  CIDADE DE SHIVA

 Varanasi, é um dos destinos mais sagrados da Índia e adorado pelos indianos. O seu nome significa Porta do Céu, o local que dá acesso à vida eterna, o último e mais desejado estádio da existência para a religião hindu.

Por toda parte se respira o hinduísmo profundo e místico. A “Cidade é uma Prece”, como dizem os hindus.

 Milhares de religiosos, aglutinam-se nas ghats, nas margens do rio Ganges, enquanto pelas vielas e ruas estreitas transitam peregrinos, sadhus errantes (homens santos) e sacerdotes hindus (brâmanes), que deixam oferendas aos deuses, num cenário místico dominado pelo intenso aroma dos incensos que emanam dos templos hindus.


OLYMPUS DIGITAL CAMERA OLYMPUS DIGITAL CAMERA OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Um dos desejos mais íntimos de um hindu tradicional consiste em passar os seus últimos dias de vida num ashram em Varanasi, entoando cânticos, arrependendo-se dos seus pecados e, finalmente, sendo cremado na praça pública desta cidade sagrada, culminando todo o ritual com o atirar das suas cinzas ao Ganges.

 Estima-se que cerca de 6000 pessoas visitam o Ganges diariamente e a música, composta por centenas de vozes que entoam mantras (uma espécie de reza) em homenagem a Shiva ou a outras divindades, pode ser ouvida bem a uma distância considerável.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA OLYMPUS DIGITAL CAMERA OLYMPUS DIGITAL CAMERA OLYMPUS DIGITAL CAMERA OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Fundada há cerca de 2500 anos, Varanasi é o retrato da Índia em estado bruto, uma cidade onde encontra toda a religiosidade no máximo esplendor, celebrada em cerimónias lindíssimas, e alegrada pela presença de inúmeros saris multicoloridos. Varanasi é considerada o  berço da civilização e da cultura hindu, pois foi nas margens do Rio Ganges que surgiram as cidades antigas que constituíram os reinos arianos ( 10 mil anos de história).

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Contudo, os visitantes devem se preparar pois  encontrarão muita sujeira além do que possa imaginar, e uma imensa desorganização  além de diversas situações que ultrapassam o que, entre nós, normalmente classificamos como bizarro. Se o olhar de cada um for “além disso” desfrutarão da Magia dessa cidade onde o deus SHIVA, ele mesmo, saúda a todos que “compreendem”.

ghats_Varanasi_gal03

Segundo a  lenda, a cidade de Varanasi  ( inicialmente chamada de KHASI e depois de BANARAS) foi fundada pelo deus Shiva  

A evidência arqueológica mais antiga conhecida sugere que a liquidação em torno de Varanasi, no vale Ganga (a sede da religião ariana e filosofia) começou no dia 11 ou 12 º século aC,  colocando-se entre as mais  antigas cidades continuamente habitadas do mundo .

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
OLYMPUS DIGITAL CAMERA



OLYMPUS DIGITAL CAMERA OLYMPUS DIGITAL CAMERA OLYMPUS DIGITAL CAMERA
 

Um dos mais belos rituais  começa cedo, antes do raiar do sol com destino ao  Rio Ganges em canoas pelos ghats. Este rio é considerado sagrado e por esta razão as pessoas se banham e oferecem suas orações aos deuses durante o nascer do sol. O ritual da cremação milenar, acontece nos “ghats” ( escadaria que acompanha toda a descida do rio) Manikarnika e Harishchadra onde suas piras queimam noite e dia. Todo devoto hindu acredita que morrer na cidade e ser cremado as margens do Rio Ganges atinge a libertação do ciclo de nascimento e morte.(Samsara) Uma experiência inesquecível.

11) Sol Varanasi (118) (1280x719) Outro Ritual belíssimo, que acontece todos dias, onde os indianos de Varanasi fazem uma cerimónia em homenagem ao rio Ganges. Conhecida como “deusa GANGA”. Esse ritual o “AARTI”,  realiza-se pouco depois do pôr-do-sol, por volta da sete horas da noite, na Dasaswamedh Ghat.

Os turistas podem assistir à cerimónia sentados nas escadarias ou num barco. Para os indianos, este é um momento de agradecer e não de fazer pedidos.. 

banca_flores Dasawamedh_Ghat entardecer_Varanasi

Varanasi é também famosa pela seda feita artesanalmente pelos tecelões. São tecidos magníficos que deixam os visitantes extasiados pela delicadeza da textura to tecido e da beleza dos bordados.

A Cidade de Varanasi é uma Cidade que “assusta” aqueles que não estão com o “olhar” e o coração’ abertos para ver e sentir.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

NOVA DELHI E OLD DELHI – Tradição e Modernidade em Harmonia

 

                       

INCREDIBLE ÍNDIA 

Grupo para visitar a ÍNDIA – mar 2015

Operadora Kapil Tour & Travel

Duração: 22 dias

Guia em Português

INFORMAÇÕES – kapiltours@terra.com.br

 INDIA – TRIANGULO DE OURO  (JAIPUR – AGRA E NOVA DELHI ) + KERALA

indiagate11

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

NOVA DELHI E OLD DELHI – Tradição e Modernidade em Harmonia

O roteiro incluiu Nova Delhi, capital do país,  onde a modernidade convive  harmoniosamente com a cidade antiga – Old Delhi.

A força e cor, os concorridos bazares e a arquitetura mongol da antiga Delhi,

indiagate3 new-delhi-street1
street1

 Delhi , a Cidade Antiga, contrasta com  o esplendor moderno da Nova Delhi, cujas amplas avenidas oferecem uma bela o retrato de uma Índia, realmente “antiga” mas que ao mesmo tempo convive em harmonia com a modernidade. Riquichás, tuc, tuc, elefantes, vacas, carros trafegam por essas ruas sem nenhum tipo de “stress” . Milhares de lojas, um shopping a céu aberto, oferece todos os tipos de mercadorias que fazem a alegria dos turistas. A principal e maior Mesquita da Índia está localizada no coração de Old Delhi, a maravilhosa  Masjid-i Jahān-Numā , conhecida comumente como Jama Masjid de Delhi.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA OLYMPUS DIGITAL CAMERA

OLYMPUS DIGITAL CAMERA OLYMPUS DIGITAL CAMERA

A Nova Delhi tem avenidas largas e movimentadas , belíssimos monumentos, hotéis maravilhosos, restaurantes e uma vida noturna que não fica a dever das grandes cidades européias.

Qutub Minar, maior torre da Índia construída no século 12 DC;

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Índia Gate majestoso portão construído em memória dos soldados que morreram na Guerra Mundial.

 Swaminarayan Akshardham é um templo hindu em Nova Deli, Índia com uma impressionante área de 404686 m2. Destina-se a mostrar a arte antiga do hinduísmo, a sua cultura e a sua herança espiritual. Desde a sua abertura em Novembro de 2005, Swaminarayan Akshardham tornou-se num marco popular de paisagem cultural e religiosa da Índia, atraindo mais de cinco milhões de visitantes por ano.

akshardham03f

swaminarayan_akshardham_copyright 

O Templo da Flor de Lótus é um dos 6 grandes templos Bahai ao redor do mundo.

Cada uma das Casas de Devoção, como são chamados pelos Bahai’s, além de obedecerem a determinados conceitos de design, têm ainda sua própria e distinta identidade cultural englobando os princípios de unidade na diversidade, espinha dorsal da Fé Bahai.

Desde a sua inauguração, em janeiro de 1987, o Templo de Lótus já recebeu mais de 50 milhões de visitantes.

templo-flor-de-lotus-nova-delhi1

2193189390052439181icvmnz_fs1 8-g

A tradição e a modernidade convivem em perfeita harmonia

TAJ MAHAL – Uma História de Amor

 

 THE  INCREDILE ÍNDIA 

MAR 2015

Duração 22 dias

Guia em Português

INFORMAÇÕES – kapiltours@terra.com.br 

 INDIA – TRIANGULO DE OURO

(JAIPUR – AGRA E NOVA DELHI )

Parceria com a Operadora de Turismo Indiana – Kapil Tour & Travel

O  famoso “TRIANGULO DE OURO”, composto por 3 cidades magníficas – JAIPUR – AGRA e NOVA DÉLHI,  que fazem parte de um Roteiro Básico de visita a Índia + KERALA

 taj 1

A G R A

 A cidade que ficou marcada no mapa e no coração das pessoas como a Cidade onde está o Monumento ao Amor – TAJ MAHAL. 

Uma Lágrima solitária de um homem que muito amou, como dizem os poetas e que deslumbra os visitantes de todas as gerações e paises, ante a  perfeição de suas formas.

Não se sabe ao certo quem foi o arquiteto, mas por ordem do rei , reuniram-se em Agra  as maiores riquezas do mundo. O mármore fino e branco das pedreiras locais, Jade e cristal da China, Turquesa do Tibet, Lápis Lazulis do Afeganistão, Ágatas do Yemen, Safiras do Ceilão, Ametistas da Pérsia, Corais da Arábia Saudita, Quartzo dos Himalaias, Ambar do Oceano Índico.

 OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Devidamente enquadrado num jardim simétrico, tipicamente muçulmano, dividido em quadrados iguais cruzado por um canal ladeado de ciprestes onde se reflete a sua imagem mais imponente. Por dentro, o mausoléu é também impressionante e deslumbrante. Na penumbra, a câmara mortuária está rodeada por finas paredes de mármore incrustado com pedras preciosas que forma uma cortina de milhares de cores. A sonoridade do interior, amplo e elevado é triste e misterioso, como um eco que soa e ressoa sem nunca se deter.

Sobre o edifício surge uma cúpula esplendorosa, que é a coroa do Taj Mahal. Esta é rodeada por quatro cúpulas menores, e nos extremos da plataforma sobressaem quatro torres que foram construídas com uma pequena inclinação, para que em caso de desabamento ou terremoto, nunca caiam sobre o edifício principal.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA OLYMPUS DIGITAL CAMERA OLYMPUS DIGITAL CAMERA OLYMPUS DIGITAL CAMERA

 

Os arabescos exteriores são desenhos muçulmanos de pedras semi preciosas incrustadas no mármore branco, segundo uma técnica Italiana utilizada pelos artesãos hindus. Estas incrustações eram feitas com tamanha precisão que as juntas somente se distinguem à lupa. Uma flor de apenas sete centímetros quadrados, pode ter até 60 incrustações distintas. O rendilhado das janelas foi trabalhado a partir de blocos de mármore maciço. Durante vinte e dois anos, mais de 20 mil trabalhadores foram empregados na construção .

OLYMPUS DIGITAL CAMERA OLYMPUS DIGITAL CAMERA OLYMPUS DIGITAL CAMERA

 Diz-se que o imperador Shah Jahan queria construir também o seu próprio mausoléu. Este seria do outro lado do rio. Muito mais deslumbrante, muito mais caro, todo em mármore preto, que seria posteriormente unido com o Taj Mahal através de uma ponte de ouro.

Tal empreendimento entretanto,  nunca chegou a ser levado a cabo.

 Após perder o poder, o imperador foi encarcerado no seu palácio (RED FORT ) e, a partir dos seus alojamentos, contemplou a sua grande obra até à morte.

thumb_2010-10-31 17-33-28 188

800px-Jahangiri_Mahal-Red_Fort-Agra-India5363 RedFort 001 thumb_2010-10-31 16-52-10 333 thumb_2010-10-31 17-13-26 552

O Taj Mahal foi, por fim, o refúgio eterno de Shah Jahan e Mumtaz Mahal porque após sua morte , o imperador foi sepultado ao lado da sua esposa, sendo esta a única quebra na perfeita simetria de todo o complexo do Taj Mahal.

Atualmente, o Taj Mahal representa uma das mais belas provas de amor já conhecidas. Além disso, a complexidade de seu traçado arquitetônico coloca esse mausoléu ao lado das mais perfeitas construções já realizadas pelo homem

No ano de 1993, o Taj Mahal foi considerado um patrimônio da humanidade e, com isso, a preocupação com sua conservação tornou-se responsabilidade de diversos historiadores, arquitetos e restauradores.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

 

Após quase quatro séculos, milhões de visitantes se dirigem à esse lugar  e ficam extasiados ante a sua beleza, se emocionam porque a história ainda está viva e se reflete  em todos os lugares . Nos sentimos  parte desse conto de fadas , dessa história,  um ode ao amor,  a   lágrima solitária  de um homem que muito amou

 

JAIPUR – Terra dos Marajás ( Incredible India – fev/mar 2015)

THE INCREDIBLE   ÍNDIA 

Grupo para visitar a ÍNDIA – mar 2015

Duração: 22 dias 

Guia em Português

Primeiro de uma série de “posts” sobre as cidades que fazem parte da Programação da Viagem que organizo para a Índia, em Mar de 2015, em parceria com a Operadora de Turismo Indiana ‘Kapil Tour&Travel.

 INDIA – TRIANGULO DE OURO  (JAIPUR – AGRA E NOVA DELHI )

Primeiramente falarei sobre  o famoso “TRIANGULO DE OURO”, composto por 3 cidades magníficas – JAIPUR – AGRA e NOVA DÉLHI,  que fazem parte de um Roteiro Básico de visita a Índia,  e ainda KERALA.

INFORMAÇÕES – kapiltours@terra.com.br

 

PALESTRA PAALCIO DOS VENTOS -Wind-Jaipur-703043

 

 JAIPUR – Terra dos Marajás

varanasi amanhecer

É o maior Estado ad Índia , as linguas são o hindi e o rajastani e boa parte  dele,  cerca de 3/5  é coberta por terras desérticas, nomeadamente o Deserto de Thar.

Com o tempo da colonização, através de alianças com os britânicos, começava a decadência dos marajás. O que antes era um estrito código honra guerreira transformou-se em extravagância e decadência. No início do século 20, os marajás passavam boa parte do tempo esbanjando-se em luxuosas viagens pelo mundo, hospedando-se nos melhores hotéis da Europa e dos EUA com seus séquitos de concubinas e empregados, enquanto o povo rajastani empobrecia.

Quando finalmente perderam seus títulos na década de 70, alguns conseguiram se manter transformando seus palácios em hotéis de luxo, enquanto outros não tiveram a mesma sorte.

JAIPUR  – capital do E stado do Rajastão

india city palace

 

A cidade de Jaipur , é a capital do Estado do Rajastão. É uma das cidades mais fascinantes da Índia, . Repleta de palacios, muralhas, monumentos, fortes, na sua maioria construidos  em pedra cujas cores determinam o aspectos pitoresco e singular desse lugar encantador.Rodeada por uma muralha , com sete portas, foi planejada segundo um traçado geométrico , nas suas ruas e praças..

Jaipur começou a ser construída em 1725 e foi estabelecida em 1727 pelo Marajá Jai Singh II  . Originalmente amarela, a cidade foi toda pintada de rosa, a cor da hospitalidade segundo a tradição local, por ocasião da vinda do príncipe Albert da Inglaterra –  marido da rainha Vitória que visitou a cidade nos idos de  1876 e por isso é também chamada de “ Cidade Rosa”.

O colorido dos prédios, das casas, das roupas das mulheres e de pinturas nas ruas faz com que a cidade se destaque e represente a verdadeira Índia através de nuances que cativam qualquer turista ou mesmo indianos. Os homens geralmente vestidos de branco, usando vastos bigodes e turbantes impecáveis são característica marcante da cidade. São os Rajputs, uma linhagem de guerreiros do Rajastão . Já as mulheres usam cores mais berrantes na vestimenta típica, o sari (um tecido com 6 metros,  sem costuras, habilmente transformado em vestido). O convívio entre carros e pedestres é milagrosamente harmônico, ainda que as ruas também sejam disputadas por vacas, carroças, caminhões, motos, bicicletas, riquixás e tuc-tucs, uma espécie de táxi lambreta-com-teto, muito comum no país.

  

OS FORTES E  PALÁCIOS

Os fortes e os  palácios gloriosos remontam a um passado repleto de abundância e realeza , herança do tempo dos marajás , e são uma das principais  atrações dessa cidade repleta de cultura e tradições ancestrais.

 jaipur01

-jaipur-ind526 

O palácio  Hawa Mahal, ou Palácio dos Ventos é um dos mais fascinantes monumentos da Índia e  o principal cartãopostal da cidade.
Construído no final do século XVIII pelo marajá Sawai Patrap Singh, o palácio dos ventos-hawamahaae , está situado na parte mais antiga da cidade e  ao chegar lá, ficamos extasiados e surpresos  olhando a sua fachada compostas de 933 pequenas janelas  . O tamanho e a quantidade dessas janelas não foi uma escolha decorativa, mas   especialmente concebido  para que as mulheres do harém do marajá pudessem observar as ruas sem que ninguém as vissem e assim manterem-se puras. Com cinco andares, o palácio dos ventos tem uma lateral bastante estreita e quando o vento sopra, ecoa uma suave melodia de seu interior  , daí o  seu nome.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Overall view of the City Palace.

O City Palace é outromagnifico palácio que ocupa uma área enorme com jardins, varandas e edifícios. Hoje o palácio é uma mescla da arquitetura “Rajastani” com a arquitetura do império Mughal. O maharaja anterior vive ainda na parte do palácio. E as vezes o visitante pode vê-lo caminhando entre eles.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA OLYMPUS DIGITAL CAMERA

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

 Perto do City Palace, está o famoso Real Observatório Astronomico Jantar Mantar , construído por Jai Singh no seculo XVIII,  para observar o espaço cósmico ,  analisar os astros e a energia solar.  . Tem no seu acervo uma curiosa coleção de instrumentos e de esculturas que serviram para calcular azimutes, posições de estrelas, altitudes e eclipses.

PALESTRA jaipur amber 2

OLYMPUS DIGITAL CAMERA OLYMPUS DIGITAL CAMERA
OLYMPUS DIGITAL CAMERA OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Outra atração imperdível é o  Amber Fort. Construído em 1600 por Raja Man Singh ,  é um típico palácio-forte  e está localizado  a 11 km de Jaipur. Mistura a arquitetura hindu e muçulmana. O  percurso até o Forte é uma  experiência  inesquecível pois , em razão da longa subida,  torna-se  necessário utilizar um elefante para fazer a longa subida.

 Ao final desse caminho, chegamos  a um enorme pátio, lugar em que os soldados do reino se juntavam e onde  ficavam os elefantes do Marajá que lá vivia. A vista é deslumbrante.

JaipurAerial2

 Jaipur-city 1

Jaipur é definitivamente, o ‘hot spot’ do Rajastão para fazer compras. Este é o estado da Índia que mais produz têxteis e é o paraíso para quem gosta de roupas, ouro e adornos indianos. Perca-se nos bazares de Johari, Tripolia, Bapu e Chandpol.

 Mas não se esqueça de pechinchar sempre – essa é a palavra de ordem em qualquer lugar que você visite pra fazer compras!

 OLYMPUS DIGITAL CAMERA OLYMPUS DIGITAL CAMERA

 OLYMPUS DIGITAL CAMERA

 

 

 

A Caverna Amarnath, Templo de Shiva

6Amanarth

Localizado no estado indiano de Jammu e Caxemira , situado no Monte Amarnath, a Caverna Amarnath é um dos santuários mais famosos da hinduísmo . Dedicado ao deus Shiva , o santuário é dito ser mais de 5.000 anos de idade  e constitui uma parte importante do hinduísmo .

shiva-shankar-pin-bhole-baba-shiv-daily-quotes-from-to-on-1220908

 Amarnath é um popular  destino de peregrinação para os hindus , um Templo dedicado ao deus SHIVA. Cerca de 400.000 pessoas visitam o local  durante o Festival de Shivani Mela  que dura 45 dias .mos meses de julho-agosto, coincidindo com o mês sagrado hindu de Shraavana.

800px-Cave_Temple_of_Lord_Amarnath

03VBG_YATRA_673382f

Os peregrinos andam geralmente  em torno  de  42 km  a pé da cidade de Pahalgam , e cerca de 96 km da cidade de Srinagar até o santuários. A  viagem leva de  4 a 5 dias…

5amarnath

800px-Helicopter_service_Amarnath

800px-Pandals_in_service_to_pilgrims

Uma imagem consagrada de gelo formado naturalmente , em uma forma cilíndrica (Lingam) , que representa uma das faces de Lord Shiva  -, começa a tomar sua forma no primeiro dia da metade brilhante do mês e atinge seu tamanho máximo no dia de lua cheia (Poornima).

shareiq-1375786520-772220-JPG-destreviewimages-1000x700-1375786520

 Depois de obter sua plena forma, ela começa a diminuir e desaparecer no dia de lua nova. Segundo a tradição, a maior formação de gelo é considerado como o Senhor Shiva Lingam,  no lado esquerdo do lingam é uma formação de gelo de seu filho Lord Ganesha, e à direita são formações de Parvati sua consorte .

800px-Snow_Bridge_in_Chandanwari

amar1

O templo está  localizado a cerca de 46 kms de  Amarnath de Pahalgam em Jammu e Caxemira e 4.500mtrs acima do nível do mar. A época da peregrinação a este santuário é entre julho e agosto.

Amarnath pilgrims en route the holy shrine

amarnath_wallpaper (1)

amarnath_wallpaper3

História do templo

Não há informações clara da descoberta da caverna. O crédito da descoberta vai para um pastor (Gujar) Buta Malik , diz-se que ele recebeu um saco cheio de carvão com um santo.

amarnath_wallpaper5

amarnath_wallpaper6

AMARNATH_YATR_1139401f

Quando o pastor abriu o saco, na sua casa estava  cheio de ouro. O pastor feliz voltou para agradecer ao santo, mas encontrou uma caverna com um lingam (uma das representações de Shiva) dentro dela.

 Daí em diante este lugar se tornou um lugar sagrado de peregrinação.

Amarnath_Yatra_Camp

Amarnath-cave (1)

 A mitologia hindu diz que esta caverna Amarnath é a caverna que foi usada por Lord Shiva para contar sobre o segredo da vida e da eternidade à deusa Parvati, sua consorte.

Ele estava procurando um lugar secreto isolado para dizer isso “amar katha” a deusa Parvati. Então, ele escolheu esta caverna. E como uma preparação que ele deixou seu veículo Nandi, o touro em Pahalgam (Bhail Gaow), lançou a lua no Chandanwari, cobra no Lago Sheshnag, Lord Ganesh em Mahagunas Parvat, cinco elementos da vida em Panjitarni.

amarnath_yatra010713

amarnath-cave-12

 Finalmente ele criou Rudra (Kalagni) e ordenou-lhe para incendiar e eliminar todos os seres vivos e em torno da gruta santa. Então o Senhor Shiva tomou Deusa Parvathi dentro da caverna para contar a katha amar..

Amarnath-yatra-track1 (1)

Um lugar onde a devoção e a fé estão presentes no rosto de cada um dos milhares de peregrinos que ali chegam, depois de uma exaustiva caminhada, mas todos estampam um largo sorriso no rosto e no coração na certeza de terem finalizado a jornada em honra a lor Shiva.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

“KONARAK” – O MAGNIFICO TEMPLO DO DEUS SOL

1

Na Índia  foram construídos  sete templos dedicados ao deus SOL , entre eles, o mais espetacular de todos e  uma das principais atrações para quem visita o leste da Índia é o Templo do Sol  de  Konark   no estado de Orissa,

1a

ESSE NOVO 10A

ESSE NOVO 7

O Templo, também é conhecido como “Pagode Negro” (Black Pagoda)., porque foi construído em granito preto. É um dos templos mais antigos  do pais e um exemplo vivo da arquitetura Orissan , além de ser  um dos santuários  Brahman mais famosos da Índia.

2

 3

ESSE NOVO 6

Construído às margens da Baía de Bengala,  foi um dos primeiros centros de adoração ao sol na Índia. Todo o templo foi concebido como uma representação monumental da carruagem do Deus Sol ( Surya) com um conjunto de raios e entalhes elaborados.

ESSE NOVO 1A

 ESSE NOVO 1ESSE NOVO 1A

O Templo  remonta ao século 13 e foi construído pelo rei Narasimhadeva , durante seu reinado,  ​​como um sinal de vitória sobre os invasores muçulmanos.  Seu nome  tem origem de  uma combinação de duas palavras. “Kon” significa canto, e “Ark” significa sol, literalmente “o lugar do Sol”. Sua construção demorou 12 anos e cerca de 12.000 artesãos trabalharam no local para criar esta obra-prima magnífica do período medieval.

4a

5a

A estrutura do templo, como disse,  tem a forma de uma monumental  carruagem , com 12 pares de rodas  esculpidas  na pedra,  puxada por  sete cavalos (dos quais apenas um está  intacto). O Templo simboliza  a passagem do tempo , que está sob controle do deus sol – Surya.  Os sete cavalos, que dirigem a carruagem para o  leste ( em direção ao amanhecer), representam os dias da semana. Os 12 pares de rodas representam os 12 meses do ano e os oito raios em cada roda simbolizam os oito estágios do dia ideal de uma mulher.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

5]

O Rei Narasimhadeva mandou construir o Templo  às  margem do rio Chandrabhanga mas, ao longo dos anos o rio secou e o mar se distanciou do templo. Entretanto ainda pode-se ouvir o ruído das ondas e a beleza hipnotizante do sol a partir das ruínas do templo.

14

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

De acordo com as lendas, o Rei Narasimhadeva escolheu esse lugar por considerá-lo um lugar sagrado, aliado a   beleza do local e da facilidade de navegação. Embora esteja bastante  desgastado pelo tempo, os visitantes ainda podem sentir a magia do local e imaginar sua  maravilhosa arquitetura.

konark19

Sun-Temple-Konark1

Aqueles que se interessam pela arqueologia podem facilmente conhecer  a história desse magnífico edifício , através das belíssimas esculturas na pedra que ornamentam todas as construções.  Cada pedra tem uma história para contar do esplendor daquela época.

38

57

chariotwheel1

Entre as ruínas,  pode-se identificar as três seções principais que constituem o complexo de templos: o templo principal, onde a divindade era adorada; a sala de reunião onde os devotos se reuniram para ter um vislumbre da divindade; e a sala de dança onde o devotos  realizavam os  pujas (oferendas).

16

18

AS ESCULTURAS ERÓTICAS

AS ESCULTURAS ERÓTICAS

O Santuário principal , com v229 metros de altura, foi construído ao lado do Salão de Audiências (128 metros de altura), com projeções para o exterior.O santuário, consagrado ao deus sol, está em ruínas, mas o Salão Audiências sobrevive em sua totalidade.  No entanto, o esplendor do complexo do templo permanece incomparável.

28 40temple1

As esculturas nas paredes  representam a mitologia hindu. Para capturar os raios do sol durante o  dia,no interior do templo, o deus do sol foi representado na forma de três imagens: Brahma (o criador), como o sol da manhã, Mahashwara (o destruidor) como o sol do meio-dia, e Vishnu (o preservador) como o sol da tarde.

13a

13

33

Seus arabescos nobres e trabalho de rolagem, o corte bonito e natural de animais e figuras humanas dão a Konarak  uma superioridade sobre outros templos. As paredes também são adornadas  com  belas esculturas de mulheres dançando em várias poses, músicos, guerreiros, o cotidiano de homens e mulheres , imagens de animais e deuses em várias formas e posições.

39

O Deus Sol – Surya

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

A mais bela imagem do templo representa o deus sol  e foi esculpida em  pedra clorita verde e é uma das obras-primas do Templo Konarak.

ESSE NOVO 9

Konark Sun Temple 1

ESSE NOVO 2

A imaginação dos artesãos ancestrais, deve ser aplaudida pelas fantásticas  esculturas  com imagens eróticas , o que  demonstra o grande conhecimento que tinham  anatomia humana. Todas as imagens são perfeitamente definidas, bem como as expressões e os gestos que mostra  minuciosamente o trabalho que foi feito. 

Espetáculo de Dança, Luz e Cores

Espetáculo de Dança, Luz e Cores

16DFR_KONARK_864021f

22

23

A noite, como é usual em grande numero de monumentos na Índia, acontece  o Show de Luzes, Dança e Cores, um espetáculo deslumbrante que mostra todo o esplendor do Templo do Sol e  culmina apresentando as várias formas de dança clássica indiana .

24

Viajar pela Índia é descobrir a cada dia os tesouros, através dos quais podemos desvendar e conhecer,  um pouco , os mistérios da sua história.

ESSE FINAL 9

 

 

O OBSERVATÓRIO ASTRONOMICO DE JANTAR MANTAR – JAIPUR

Vista geral do Observatório

Vista geral do Observatório

O Maharaja Jai Singh II, o fundador da “cidade rosa”(Jaipur), foi um grande estudioso e um astrólogo ávido. Estudou filosofia, astrologia, arquitetura e religião em diversas escolas, e também foi bem versado nos conceitos universais de matemáticos como: Clements Euclides,  Ptolomeu e o Mestre de obras de Aryabhatta.  Entre 1727 e 1734  o Marajá Jai Singh II de Jaipur teve a magnífica ideia de construir  cinco observatórios astronômicos no centro-oeste da Índia.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Jantar-Mantar-Jaipur3

Os Hemisférios do Jai Praksh Yantra fixados no chão, com cerca de 4 m de diâmetro, em mármore

Os observatórios, ou “Mantars Jantar”, como são vulgarmente conhecidos, incorporam vários edifícios de forma única, cada um com uma função especializada para medição astronômica. Estas estruturas, com suas combinações de formas geométricas marcantes em grande escala, têm atraido a atenção de proeminentes arquitetos, artistas e historiadores de arte mundiais.

J

7610757-astronomical-instrument-at-jantar-mantar-observatory--jaipur-rajasthan-india

essa nova

Dos cinco Observatórios, o Jantar Mantar , da cidade de  Jaipur é o maior e mais bem preservado de todos, com cerca de  20  edifícios fixos e exclusivos, cada qual tem a sua função astronômica própria. O nome é derivado de Jantar (“instrumento”), e Mantar (“fórmula”, ou neste contexto “cálculo”). Portanto “Jantar Mantar” significa literalmente “instrumento de cálculo”.

india_tours_jantar_mantar_jaipur_14.jpg.preview (1)

Jantar Mantar,Jaipur (4)

Jai Prakash Yantra

Jai Prakash Yantra

O observatório é composto por  “dispositivos” ( as construções) geométricos para medir o tempo, com precisão de segundos, prever eclipses, rastrear a localização das  estrelas “, as órbitas da Terra ao redor do Sol, verificar as declinações dos planetas, e determinar as altitudes celestes e efemérides relacionadas, entre outras. 

'Narivalaya Yantra', O Relogio do Sol

‘Narivalaya Yantra’, O Relogio do Sol

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Nosso Guia explicando como funciona o "Relógio"

Nosso Guia explicando como funciona o “Relógio”

A Nadivalaya Yantra consiste em duas placas circulares fixado de forma permanente num suporte de alvenaria de altura conveniente acima do nível do solo. As placas são orientadas paralelamente em relação ao plano equatorial e,  estilos de ferro de comprimento apropriado ,que aponta para os pólos,  são fixados no  centro. O instrumento é um relógio de sol equinocial construído em duas metades, indicando o tempo aparente solar do lugar. O “Nadivalaya” é uma ferramenta eficaz para demonstrar a passagem do sol pelo equador celeste. No equinócio invernal e equinócio de outono os raios do sol caem paralelos às duas faces opostas das placas e iluminam ambas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERA

Outro ‘instrumento ” fabuloso é o ” Samrat Yantra “,  uma rampa de alvenaria de pedra em forma de triângulo retângulo com cerca de 27 metros de altura e de um arco virado para cima que atinge cerca de  13 metros.

Samrat Yantra, o maior relógio de sol do mundo

Samrat Yantra, o maior relógio de sol do mundo

Eu e o Diretor do Observatório, tendo ao fundo o maior relógio de sol do mundo

Eu e o Diretor do Observatório, tendo ao fundo o maior relógio de sol do mundo

O triângulo, alinhado com o meridiano do local, funciona como um “marcador”  e projeta a sua sombra sobre a superfície curva do arco. Esta superfície, de 3 metros de espessura, é um enorme mostrador feito em mármore polido onde foram feitas milhares de incisões correspondentes a unidades temporais. A precisão deste instrumento é tal que podemos conhecer a hora  exata através da posição do Sol com um desvio máximo de 2 segundos…

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

7005647572_aede7a56b0_z

Construído a partir de pedra local e mármore, cada instrumento (construção) traz uma escala astronômica própria, geralmente marcada no revestimento de mármore interior.

jantar_mantar

jantar-mantar-siteConstrução que representa o Signo de Áries. São 12, desse tipo e cada uma representa um dos signos do zodiáco

A construção acima representa o Signo de Áries. São 12, desse tipo e cada uma representa um dos signos do zodíaco (vejam as fotos anteriores)

Hoje, o observatório é uma atração turística muito popular na Índia. No entanto,  astrônomos, vindos de toda a Índia,  ainda usam o local para prever o clima para os agricultores, é utilizado também pelos astrólogos fazerem “sinastria” (estudo da compatibilidade) para os noivos e  os  estudantes de astronomia e astrologia védica são obrigados a tomar algumas de suas aulas no observatório. Pode-se dizer que o observatório é a única obra mais representativa do pensamento védico que ainda sobrevive, além dos textos.

Sundial_Close-up_at_the_Jantar_Mantar

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERA

Toda  noite, um grande espetáculo de Luzes e Som, acontece no monumento, para deslumbramento dos milhares de turistas que visitam o lugar.  Realizado tanto na língua inglesa quanto na língua local (hindi) o belíssimo show conta  a história do Jantar Mantar e do Maharaja Singh II, seu construtor que teve a ideia de mandar construir essa maravilha. 

Espetáculo de Luzes e Som

Espetáculo de Luzes e Som

capturing-pictures-are

Completamente restaurado em 1901, o Jantar Mantar foi declarado monumento nacional em 1968 , é Patrimônio Mundial (UNESCO) e protegido pela Lei de Antiguidades Dos Sítios Arqueológicos do Rajhastão, de 1961, nos termos dos artigos 3 e 4.

Observatory-Jantar-Mantar-Jaipur-Rajasthan-India

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Visitar esse lugar é uma experiência impar de caminhar através da geometria sólida e conhecer esse  sistema coletivo astronômico projetado para sondar os céus. Projetado para a observação de posições astronômicas a olho nu, ele incorpora várias inovações arquitetônicas e instrumentais. 

Solstice_and_seasons_at_the_Jantar_Mantar,_Jaipur

Visita Inesquecível

Visita Inesquecível

O Observatório “Jantar Mantar” de Jaipur  é o mais significativo, mais abrangente e mais bem preservado de observatórios históricos da Índia. É uma expressão das habilidades astronômicas e conceitos cosmológicos da corte de um príncipe que marcou fortemente o período Mughal.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

ESSE 2

ESSE

O observatório é a personificação monumental do encontro de necessidades que eram ao mesmo tempo, político, científico e religioso.Por todas as suas características, esse observatório único tem chamado a atenção de cientistas, artistas e arquitetos de todo o mundo e é de fato uma visita imperdível.

 ESSE3

 

A ADMIRÁVEL ATIVISTA SOCIAL INDIANA ARUNA ROY

Esse post é em homenagem  a essa fantástica mulher  que tive a honra de conhecer e ao trabalho que realiza mudando vidas e fazendo a diferença nesse país onde , apesar da modernidade, a herança cultural é ainda muito forte e o papel da mulher já vem “definido” desde seu nascimento.  Ela quebrou paradigmas  e mostrou que  o sonho é possível.

1

Nas diversas vezes que  visitei a Índia , tive oportunidade de conhecer  instituições e pessoas  muito especiais e que fazem a diferença nesse país admirável , de contraste sociais gritantes mas ao mesmo tempo pleno de devoção. Pessoas simples  que sonharam ,  acreditaram no sonho e realizaram.

DSC_0568

Hoje vou apresentar a vocês uma dessas pessoas,  uma mulher extraordinária, chamada ARUNA ROY.

2

Aruna Roy , nasceu em Chennai em maio de 1946 ,  em uma família tâmil (etnia do sul da Índia) , é a mais velha de quatro filhos  , duas irmãs e um irmão.

Aruna Roy and Nikhil Dey

Ela é uma ativista social e política indiana, fundou e dirige o Mazdoor Kisan Shakti Sangathana – MKSS (“Trabalhadores e Camponeses Força da União”) e  se tornou conhecida como líder proeminente do movimento “Write do Information” (Direito a Informação) que levou a promulgação da Lei Nacional de Direito à Informação, aprovada pelo Parlamento indiano em 2005.

23done
3
O Mazdoor Kisan Shakti Sangathan (MKSS) é uma organização fundada em  1990, com  sede em uma pequena aldeia no centro doe Rajasthan. Seu nome pode ser traduzido como “Organização para a capacitação dos trabalhadores e camponeses”, e tem um  número crescente de  “unidades” espalhadas  na Índia, conseqüência do trabalho realizado por Aruna ,  da  sua luta política, e da coragem em defender a causa  que acredita com coragem e determinação, ao longo desses anos.

4

Aruna Roy and CPI leader D Raja, along with other, stage a protest against amendments to the RTI Act in New Delhi

Em meados da década de 1990, sob sua orientação, o MKSS começou uma campanha que defendia o direito do público de fiscalizar os registros oficiais, um cheque mate crucial contra governo arbitrário que governava a Índia.

10THARUNAROY_1233679f

O MKSS atacou a corrupção ao nível das bases e procurou responsabilidade dos funcionários públicos em assuntos relacionados com o desembolso de fundos do governo. O MKSS liderado pro Aruna, apoiou  a eleição de Sonia Gandhi , pois assim teria  mais espaço ainda para continuar sua luta.

Aruna-Roy-in-Koodankulam2

Em 2004, sob a liderança de Sonia Gandhi, o Partido do Congresso venceu as eleições nacionais e formou o governo central.  Aruna foi convidada para fazer parte do Comitê Consultivo Nacional (NAC), um órgão extremamente poderoso, dirigido por Sonia Gandhi que efetivamente supervisiona o funcionamento do governo Indiano.

Dalai Lama in Jaipur

5114918087_4cdaa5c675

Em 2005, várias organizações de mulheres lançou uma campanha que visava garantir o direito de  uma mulher receber o prêmio Nobel da paz.  Foi  elaborada uma lista de mil mulheres de 150 países, que as organizações definiram  serem nomes dignos de receberem  essa honra. Aruna era um  nome , entre estas 1000 mulheres.

P-66

Ela serviu como um membro do Conselho Consultivo Nacional da Índia até 2006 e faz parte do NAC II . Em 2010 ela recebeu o prestigioso “Lal Bahadur Shastri “, Prêmio Nacional de Excelência em Administração Pública, Academia e Gestão.

Aruna Roy é atribuído Lal Bahadur Shastri Prêmio Nacional de Excelência em Administração Pública, Academia e Gestão

Aruna , como   membro do Conselho Consultivo Nacional e no ano de  2000, recebeu o Prêmio Ramon Magsaysay destinado a  pessoas que se destacam na “Liderança Comunitária”. Decidiu usar o dinheiro do prêmio que recebeu, de US$ 50.000,  para criar um fundo para apoiar o processo de lutas democráticas.

Dr. S P Udayakumar interpreting Aruna Roy’s speech in Tamil

antCorruption_Pb

Aruna formou-se em Inglês  no Indraprastha College for Women em 1965 e entrou para a Universidade de Delhi para fazer a pós-graduação. Um de seus colegas durante a pós-graduação em Delhi,  foi Sanjit (Bunker) Roy, outro ativista de esquerda social, com quem se casou em 1970.  Antes de casarem Sanjit e Aruna estabeleceram  várias condições que regem até hoje  sua vida de casados.

8

5

Eles concordaram em nunca ter filhos, para se dedicarem a missão que escolheram; serem  sempre  financeiramente independente um do outro; nunca impor suas crenças  um sobre o outro e serem individualmente livres para “fazer o que quisessem”.

Aruna-Roy-with-Anna-Hazare-and-Kejriwal

think

Terceiro Juventude Convenção Nacionalum evento de dois dias sobre Jovens e Democracia do assunto, foi inaugurada hoje no Auditório do Centro de Informação Nacional por convocações de Ekta Parishad, PV Rajgopal.

E assim aconteceu. Cada um individualmente se destacou nas “missões” que escolheram dedicar suas vidas. Assim,  “coincidentemente”, tive o privilegio  de conhecer, não apenas o  trabalho e mais do que tudo a missão do Barefoot College  (*) quanto a missão e o trabalho da ARUNA ROY.

Aruna e Bunker Roy  em um encontro no Schumaker College

Aruna e Bunker Roy em um encontro no Schumacher College, em uma das raras fotos em que aparecem juntos .

Ela é uma das pessoas mais respeitadas do pais por tudo que vem fazendo, a frente desse movimento, que teve seu inicio em uma pequena vila, no interior do Estado do Rajastão  e hoje o movimento atravessou fronteiras como exemplo a ser seguido por todos, pois  mudou  a vida de pessoas humildes e completamente desprovidas de informação e alfabetização, trazendo consciência dos seus direitos e não apenas isso, ensinando-as a também a  exigi-los.

Aruna  Roy e administradores da sede do MKSS, onde começou esse trabalho magnifico: uma pequena aldeia no Estado do Rajastão

Aruna Roy e administradores da sede do MKSS, onde começou esse trabalho magnifico: uma pequena aldeia no Estado do Rajasthan

Tive o privilegio de não apenas conhecê-la, como conviver com ela, seu marido, na casa que moravam na pequena vila de Tilonia, no Estado do Rajasthan, onde cheguei  depois de acontecerem uma série de “coincidências”.

Aruna na frente da sede do MKSS

Aruna na frente da sede do MKSS

Minha visita  a sede do MKSS

Minha visita a sede do MKSS

A primeira “coincidência” ocorreu durante o Fórum Social Mundial de Porto Alegre, onde encontrei o seu marido “Bunker Roy” , em uma palestra que assistimos juntos  e ele precisou de uma “tradutora”  e eu me ofereci. Acabada a palestra ele se apresentou,  agradeceu e me deu seu cartão  me convidando a visitar a Instituição que dirigia quando eu fosse a Índia. Outra “coincidência” ,  eu  estava de passagem comprada para dali a duas semanas fazer minha primeira viagem a Índia.

phillips.delhi_.roy_

Promessa feita, promessa cumprida. Quando cheguei a Índia, entrei em contato com ele e me foi enviado um representante da Instituição para me acompanhar. Lá chegando,  me apresentou á sua esposa Aruna Roy  e durante o tempo que passei ali, tive a oportunidade de conhecer, não apenas o  trabalho e mais do que tudo a missão do Barefoot College , como também a  missão e o trabalho da ARUNA ROY .

28oped.jpg.crop_display

Desde que nos encontramos  foi simpatia a primeira vista. Dai em diante ela se tornou minha anfitriã, passei a fazer as refeições em sua  casa   e conhecer a pessoa especial que ela é. Me falou do seu trabalho e me levou para conhecer a sede da Instituição MKSS  e  ao longo dos dias , visitamos diversos locais , no interior do Rajasthan, onde o trabalho se realizava.  A admiração e respeito que as pessoas manifestavam por essa mulher era quase “palpável” . Ela tem a aparência “franzina”, estatura mediana, mas se “agiganta” quando começa a falar  É maravilhoso observar o “poder” que emana da sua fala e contagia a todos.

ju21nre1p

Como dizia o grande mestre Mahatma Gandhi, “Se queremos progredir, não devemos repetir a história, mas fazer uma história nova”.

E com certeza Aruna Roy  está fazendo  uma nova história..

Foi aqui, nessa casinha simples que tudo começou

Foi aqui, nessa casinha simples que tudo começou

Mazdoor Kisan Shakti Sangathan (MKSS) Village Devdungri,Post Barar 313341, District Rajsamand, Rajasthan

Barefoot College http://viagensculturais.wordpress.com/2010/09/02/barefoot-college-%E2%80%93-o-colegio-dos-pes-descalcos

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 311 outros seguidores