O tesouro da Arte Thangka

O Lama e o discipulo

Um pouco da História dessa Arte milenar

Thangka é um tipo de pintura originária do Tibete, durante o reinado do rei Songtsen Gampo, no século VIII, que convidou artistas do Nepal ao Tibete para pintar os murais do templo de Tsuglagkhang, o templo principal da capital de Lhasa.

A beleza e o colorido dessa arte milenar

 Mais tarde, no século XI, a arte de Thangka começou a tomar influências do oeste quando o famoso monge e estudioso Rinchen Sangpo trouxe artistas da Caxemira. Todavia, as influências diminuíram quando o budismo enfraqueceu-se na Índia, resultando que o estilo Thangka prevalecesse mais no Nepal.

belissimo trabalho

A partir do século XIV, Thangka obteve influências da arte chinesa, porém até então um distinto estilo já havia se solidificado no Tibete. São são pintadas em tecido de algodão com tintas a base de água coradas com pigmentos orgânicos e minerais fixados com goma.

dificil escolher o mais bonito

É uma arte religiosa que budistas usam para representar deuses, deusas, mandalas e figuras históricas. Cada deidade possui medidas geométricas exatas, estudadas e escritas em antigos manuscritos.

uma escola da Arte Thangka

Essas medidas são baseadas por exemplo, na astrologia, no corpo humano, nas dimensões de diversos tipos de paraísos e de infernos existentes no universo e outros cálculos secretos.

outro tipo de arte thangka

 Não apenas a exatidão das linhas e do tamanho das imagens que possuam grande importância simbólica, mas também suas cores, a posição do corpo e das mãos, os instrumentos exibidos e as oferendas dadas, guardam valores simbólicos. 

Mestre Hom Tamang

Tivemos oportunidade de visitar , em Katmandu, um dos Mestres nessa arte milenar “Hom Tamang” ,  fundador do Buddist Thangka Center (www.buddistthanka.com), uma escola que ensina essa arte milenar.

Escola do Mestre Hom

Ele aprendeu essa arte com seu pai, que por sua vez aprendeu com o avô, artistas conhecidos nessa arte .  

A variedade de cores e formas da Arte Thangks

 Conversar com mestre Hom é um privilegio.  Seu olhar flutua sobre o nosso e a calma e a paz  nos contagia.

NAMASTÊ

Anúncios

Publicado em 21 de março de 2010, em Nepal. Adicione o link aos favoritos. 1 comentário.

  1. maravilhoso trabalho, parabéns

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: