JAISALMER – A CIDADE DOURADA NO DESERTO DE THAR

Jaisalmer  é uma cidade  localizada no coração do Deserto de Thar, estado do Rajastão, Índia com uma população de  aproximadamente 78 mil  habitantes.

A Cidade Dourada

“Jaisalmer” significa “o Forte da Colina de Jaisal” e é também  conhecida como  “A Cidade Dourada”,  porque o arenito usado para as construções tem a coloração  amarela, que dá uma tonalidade dourada para a cidade e seus arredores. Sua beleza e originalidade  transportam  os visitantes para um outro tempo, a idade média oriental .

Cidade vista do Forte

A Cidade de Jaisalmer

O aspecto geral da região  é a de um interminável mar de morros de areia, de todas as formas e tamanhos, alguns chegando a uma altura de 46 m. No lado ocidental são cobertos com arbustos e no leste, com tufos de capim alto. Um belo espetáculo de se ver.

A região desértica

Transporte da região, o camelo

Jaisalmer foi um dos últimos Estados a assinar um tratado com os britânicos. Durante a dominação  britânica, a cidade  foi sede de um estado principesco com o mesmo nome, governado pelo clã Bhatti de Rajputs . Hoje, a maioria dos habitantes  são descendentes dos Bhatti Rajputs , nomeados pelos clã  Bhatti,  conhecidos como  grandes guerreiros. Esta área fazia parte do Império Gurjar – Pratihara  até o século XI e foi governada por um poderoso Rei Bargujar.

uma das ruas da cidade

Jaisalmer

Um dos  descendentes da antiga família real ainda tem hoje  uma grande influencia e são muito respeitados na cidade e realizam um importante trabalho social na região.

Festival do Deserto, em Jaisalmer. As roupas típicas dos Rajputs (guerreiros)

Os camelos enfeitados para desfilarem no Festival do Deserto

 Tradicionalmente, a principal fonte de renda da cidade eram as taxas cobradas  sobre as caravanas.A cidade se estabeleceu, cresceu e enriqueceu seus mercadores como um entreposto na rota comercial que ligava a Índia à Ásia Central. Os “havelis”, mansões belíssimas  e  faustosamente decoradas , são testemunhas das riquezas acumuladas pelas altas taxas cobradas das caravanas que utilizavam a rota pelo deserto, bem antes de o crescimento do transporte marítimo decretar sua decadência comercial.

 Mulher com vestimenta colorida típica da região

A independência da Índia e sua divisão (parte da Índia se tornou Paquistão)  em 1947, acabou com todas as rotas de comércio na fronteira indo-Pakistão, que incluía Jaisalamer.

A cidade e o povo

Entretanto, ironicamente, as escaramuças entre a Índia e Paquistão deram a Jaisalmer  importância estratégica que hoje  abriga  um depósito de suprimentos  e uma  base militar do exército,nas cercanias do Forte de Jaisalmer. Na região é comum encontrar soldados armados em revista, carros tanques e outros equipamentos bélicos.

A música e instrumento típico da região

 

Estradas e ferrovias foram construídas, unindo  a remota cidade até então, com o resto do Rajastão . Mais tarde, o Governo do Rajastão decidiu promover Jaisalmer como um importante  destino turístico na região.

Uma das tribos que moram no deserto

Moradores da cidade

 A oportunidade de se hospedar num monumento vivo como Jaisalmer, entre palácios, templos e muralhas, é atraente demais  por isso ocorreu um  crescimento desordenado de pousadas. Esse fato aumentou a  demanda de água e vem causando problemas na estrutura da região.

Surya Garth, um dos hoteis no deserto

Hotel Palácio Raj Mahal, dentro da Fortaleza de Jaisalmer

A água  é  escassa e geralmente salobra onde  a profundidade média dos poços é  de cerca de 76 m. Não existem córregos perenes, e apenas um pequeno rio, o Kakni , que, corre a uma distância de 28 metros e  se espalha sobre uma grande superfície de terreno plano. O clima é seco e saudável e devido à escassez das chuvas, a irrigação é quase desconhecida. Mas os turistas estão “a salvo” desse problema.

interior do Surya Garth Hotel

Hotel Raj Mahal, o fausto no deserto

A distancia de Jaisalmer  de cidades importantes da região: Jaipur (capital do Estado do Rajastão) (558 km), Agra (802 km), Nova Deli (864 km), Mumbai (1177 km).

O Lago

O deserto

 A cidade vive do turismo e de seu status como base militar estratégica nos embates com o vizinho Paquistão O turismo,  é uma fonte de renda importantíssima e os  hotéis e hospedarias na região que recebem principescamente seus hospedes, proporcionando programas variados que contam a história da vida no deserto.

Os heróicos camelos

Um programa imperdível é  o safári de camelo pelo deserto. Passar alguns dias conhecendo os arredores da cidade e do  deserto em seu entorno,  é uma ótima maneira de relaxar do caos das cidade grande e do cansaço da viagem. Uma experiência inesquecível .

Uma das aldeias no deserto de Thar

Mulheres do deserto

O deserto

Entre toda a variedade de hotéis disponíveis para os turistas , dos mais luxuosos ou simples resorts, um  deles me despertou a atenção foi  o Mirvana Nature Resort. Vejam o site http://www.mirvananatureresort.com/.

Mirvana Nature Resort um dos hoteis mais especiais que conheci na Índia

As instalações /tendas do Hotel

Me senti uma verdadeira Maharani. As acomodações são em tendas espetaculares, armadas em cima de piso de mármore, cada tenda tem um quarto  mais lindo que o outro, água encanada fria e quente nos banheiros, serviço impecável e a noite é oferecido aos hospedes  um jantar sob a luz das estrelas em pleno deserto de Thar, coroado com um show belíssimo de danças típicas e  música popular do Rajastão ao redor de uma fogueira. Maravilhoso.

A área de lazer, no meio do deserto

Jantar sob a luz das estrelas nas dunas do deserto

o confortável quarto no interior de uma das tendas

A cidade, embora situada em um lugar remoto, tem um desenvolvimento artístico importante, com vários grupos artisticos que se apresentam para os milhares de visitantes em variados espetáculos de danças típicas, teatro de marionetes , canto, dentre outros .

As mansões às margens do lago

vsita da cidade do topo do forte

A cidade /vila é também  o final de um ramal da  Estrada de Ferra Indiana (Indian Railways ), que se junta com o sistema principal em Jodhpur . O famoso trem “ Palace on Wheels”(Palácio sobre Rodas) tem uma parada programada em Jaisalmer.

interior do Trem Palácio sobre Rodas, que faz parada em Jaisalmer

Como é habitual ais habitantes do deserto, ou de regiões desérticas, a maior parte da população leva  uma vida nômade , pastoreando seus rebanhos e manadas. Grandes manadas de camelos, bovinos, ovinos e caprinos são comuns na região.

O forte encimando a cidade e o colorido do Festival do Deserto

O camelo enfeitado para as festividades

O  comércio é de lã, couro de  camelos, bovinos e ovinos. Os principais  produtos são as importações de grãos, açúcar, tecidos estrangeiros, um pedaço de bens. O meio de transporte dos habitantes é o camelo, que também é considerado uma fonte de renda local. Cada animal custa em média U$ 150 e são comercializados em grandes feiras no deserto.

Em média um camelo vive entre 25 e 30 anos e as fêmeas parem uma média de 3 a 4 camelos em vida, o que garante a rentabilidade do negócio. Na maioria dos casos, este negócio é herança de família.

O magnífico Forte de Jaisalmer domina a cidade. Diferentemente da maioria dos fortes na Índia, o Forte de Jaisalmer é uma fortaleza em total atividade.

Um dos Templos Jainista dentro do forte

outro templo Jainista

interior de um dos templos jainistas

interior de outro templo jainista

Dentro da área do forte  funcionam  lojas, hotéis,  havelis (construções típicas da região), templos, lojas.

comércio na área interna do forte

A Fortaleza está localizada  na Colina de Trikuta  e foi construída  em 1156 pelo governante Bhati Rajput Jaisal tendo sido  palco de muitas batalhas. Sua massa de arenito das paredes são da cor  amarelo durante o dia, transformando-se em  um mágico tom de ouro mel quando o sol se põe. As atrações  no interior da fortaleza são: Raj Mahal (Royal Palace Hotel ), Templos Jainistas  e o templo Laxminath.

Templo Jainista , teto

Templo Jainista , riqueza da decoração

Salão de recepção do Hotel Raj Mahal, dentro do forte

No interior  das muralhas da fortaleza existem sete templos Jainista que  foram construídos,  entre os séculos 12 e 16 , usando pedras e areia amarela que combinam perfeitamente com a beleza do Forte e da cidade de Jaisalmer com deslumbrantes esculturas em pedra.

um dos muitos "Havelis" (palácios)

Patwon Haveli, um dos mais famosos de Jaisalmer

Mapa da cidade de Jaisalmer

Todos os templos são interligadas por passarelas e corredores e para visitá-los é  obrigatório retirar os sapatos e todos os artigos em couro antes de entrar.

Entrada do Forte

O forte e a cidade

Lateral do Forte

Outra construção importante dentro do forte é o Palácio  Raj-mahal  . Entrar nesse lugar é como voltar ao passado, ali podem ser encontrados muitos objetos dos velhos tempos que são conservados cuidadosamente. Objetos de cozinha, armas de guerra, roupas do reis e vestidos das rainhas ,entre muitos outros.

De cada andar pode-se ter uma belíssima vista da cidade e do grande terraço do piso superior é a melhor delas. A bandeira do estado está hasteada nesse terraço onde se descortina  toda a cidade.

A Biblioteca

Uma das salas do Raj Mahal, dentro do Forte

Um dos suntuosos quartos do Raj Mahal

Dois Museus existentes na cidade contam um pouco da história da região, pinturas, fotos, jóias, roupas, instrumentos, ornamentos de camelos, fosseis, etc.: o Desert Culture Centre (Centro Cultural do Deserto) e o  Jaisalmer Folklore Museum (Museu de Folclore do Forte Jaisalmer) . Uma visita imperdível

Um jogo de xadrez exposto no Museu

Outra visão do Forte de Jaisalmer

Outra visita especial é a biblioteca Gyan Bhandar, fundada  em  1.500, que conserva curiosos manuscritos  em madeira e papiros  considerados entre os mas antigos da Índia,  que tratam de diversos temas em línguas como Sânscrito, Malva, Pali entre outras.

Comércio nas ruas

Como estamos na Índia, os Shadus (homens santos) estão sempre presentes

Existem também raras pinturas Jainistas , das escolas Pré Mongóis e Rajputs. Durante os Séculos XII ao  XIV, a cidade viveu períodos terríveis, em razão das invasões.

Outra belo "Haveli" às margens do Lago

O Forte Dourado de Jaisalmer, outra bela foto

O Forte Dourado de Jaisalmer, outra bela foto

Jaisalmer, é de fato um lugar especial, cujo povo preserva seu bem maior, a tradição ,apesar da vida no deserto ser muito difícil> Eles conseguiram extrair os fatores positivos das dificuldades e olharam as possibilidades e hoje Jaisalmer é um roteiro turístico importante para quem visitar a Índia.

A Bandeira hasteada no alto do Forte

Um dos mais belos por do sol que testemunhei - Deserto de Thar

Além disso a experiência que vivemos,  caminhando no deserto,  é inesquecível, pois no deserto nós temos o privilégio de “escutar o silencio”.

É entardecer e o sol se prepara para mais uma noite de sono e , como bom cavalheiro cede seu lugar para a Lua

Anúncios

Publicado em 20 de abril de 2011, em Índia e marcado como , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 4 Comentários.

  1. Este site alimentou ainda mais o grande sonho de ir à India…Espero um dia realiza-lo, por enquanto, graças a vc, faço uma viagem virtual e extasiante..abraços!

  2. maria regina do amaral

    Lindas fotos
    Descrição magnífica
    Fiz uma viagem à cidade dourada pela tela do meu computador
    Obrigada
    e Parabéns
    Faça outras viagens e nos descreva assim

  3. Adorei as fotos!! Estarei indo visitar esse belíssimo lugar agora em dezembro!

    • Ola Debora

      fico feliz em saber que vai a Índia. Um pais que me recebeu sempre de braços abertos e que meu coração fica em estado de graça quando estou pisando aquelas terras milenares. Um excelente viagem.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: