LUMBINI – Local de nascimento de Gautama Buddha

Lumbini  palavra sânscrita que significa  “a adorável” é um dos quatro  lugares sagrados de  peregrinação budista. Está localizado  no Nepal, no sopé dos Himalayas , a 25 km a leste da cidade nepalesa de Kapilavastu, distrito Rupandehi, perto da fronteira indiana.

a piscina, em primeiro plano onde Buddha foi banhado e ao fundo o Templo Maya Devi

Lumbini é o tradicional local de nascimento de Siddhartha Gautama, o Buddha, fundador do budismo  e curiosamente os importantes eventos relativos a sua vida ocorreram sob as árvores.Os outros três locais  estão na Índia: Body Gaya (iluminação), Sarnath (primeiro discurso) e Kushinagar (morte)

As bandeiras de preces

Segundo a tradição budista, Maya Devi (ou Mayadevi) deu à luz o Buddha no caminho para casa de seus pais em Devadaha no mês de Maio no ano de 623 bC . Sentindo  o aparecimento de dores de parto, ela agarrou os galhos de uma árvore e na  sua sombra  deu à luz Siddharta Gautama, que seria o futuro Buddha .

A chama eterna acesa

A tradição budista  diz que ele andou imediatamente após seu nascimento e deu sete passos, sob cada um dos quais uma flor de lótus desabrochou e teria  anunciado, “Este é meu renascimento final na terra”.

O Pilar de Ashoka

No ano de  249 aC, o grande  imperador Ashoka visitou Lumbini e mandou construir  quatro stupas (monumento budista) e um pilar de pedra. O Pilar de Ashoka tem uma inscrição que pode ser traduzido como: “Rei Piyadasi (Ashoka), amado de devas, no ano 20 da coroação, ele próprio fez uma visita real ao local onde Buda Sakyamuni nasceu e erigiu um pilar de pedra em honra ao nascimento de  Bhagavan [“abençoado”].

O templo antigo

Local exato do nascimento de Gautama Buddha

Diversos mosteiros e templos foram construídos em Lumbini, até o século 9, mas o budismo ficou esquecido no local após a chegada do Islã e depois hinduísmo. Tudo o que restava era uma escultura, reverenciado por mulheres locais como um símbolo de fertilidade. O jardim de nascimento de Buda ficou  perdido por cerca de mil anos.

Um dos templos ao redor de Lumbini

O site foi redescoberto em 1895 , quando um arqueólogo alemão encontrou o Pilar de Ashoka, identificado por sua inscrição. Registros feitos pelo peregrino chinês Fa Xian também foram utilizados no processo de identificação neste site sagrado para os budistas de todo o mundo. Lumbini foi considerado  pela UNESCO como Patrimônio Mundial em 1997.

Os jardins

A Árvore "Bodhi"

Lumbini  é um grande jardim no meio de um bosque repleto de  árvores. No entorno do local sagrado, foram construídos  muitos templos budistas e santuários de várias nações estão espalhados ao redor . O templo mais importante em Lumbini é a Maya Devi Temple , que foi construído para   consagrar o tradicional local do nascimento do Buda.

templo Maya Devi

O templo  é um edifício  simples que protege as ruínas antigas, onde foi identificado o local exato do nascimento do Buda .As delicadas esculturas de arenito  descobertas nesse lugar  estão agora expostas no Museu Nacional, em Katmandu.

Maya Devi Templo

No topo do templo tem uma pequena torre quadrada , como nas stupas de Kathmandu, com os olhos de Buda em cada lado e um pináculo de ouro em cima.

No lado sul do templo está a piscina sagrada , onde se diz que Maya Devi teria se banhado antes do parto, e onde o Buda, recém-nascido, era lavado por dois dragões.

os devotos

a piscina em primeiro plano

O Templo de Maha Devi  está rodeado pelas fundações de tijolos de antigos templos e mosteiros, que foram conservados para re-lembra a história que ali teve origem.

Longas fileiras de coloridas  bandeiras de oração são amarradas entre árvores. Elas carregam orações e mantras que, segundo a crença budista,  o vento leva para o céu .

O Pilar de Ashoka está localizado  perto do templo Maya Devi e  protegido por uma pequena cerca, decorada com bandeiras de oração e as bandeiras dos fiéis. Em torno do pátio que contém o pilar  são colocadas  tigelas de paus de incenso, e não há espaço para sentar na frente do pilar para a contemplação.

O Pilar de Ashoka

Peregrinos do mundo todo visitam o local e durante horas ficam sentados à sombras das árvores, em meditação, imóveis, apenas sentindo a energia desse lugar .

Lumbini, é um lugar onde a devoção fala mais alto e temos apenas de saber escutar. 


Anúncios

Publicado em 6 de novembro de 2011, em Nepal e marcado como , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: