O Fabuloso Túmulo de Humayun – Inspiração para o Taj Mahal

O Túmulo de Humayun é o mais antigo mausoléu mongol em Nova Delhi, capital da  Índia  e serviu de inspiração e modelo para a construção do famoso Taj Mahal.

Declarado Patrimônio Mundial pela UNESCO, em 1993, o monumento foi a primeira tumba/jardim construída no subcontinente indiano e tem uma importância  arquitetônica-paisagistica inovadora  pois,  foi a primeira construção que  uniu  mausoléus a jardins e serviria de inspiração para a construção do TAJ MAHAL, um século depois.

A Entrada e os fabulosos jardins

Outro angulo dos jardins

A herança das construções no estilo Munghal, são magnificas e se espalham por todo o subcontinente. A Tumba de Humayun  além de se destacar como um marco no desenvolvimento da arquitetura Munghal , também representa o modelo  mais antigo de Tumba,  decorada  com viadutos e canais , do período  Mungal.

A cúpula, sob a qual está o sarcófago do Imperador

Vista interna da Cúpula

O edifício foi o primeiro a usar a combinação única de arenito vermelho e mármore branco, e inclui vários elementos da arquitetura indiana, como as copas pequenas, ou Chhatris em torno da cúpula central, populares na arquitetura Rajasthani  e que foram originalmente cobertas com azulejos azuis.

O sarcófago do Imperador

Humayun foi o segundo imperador mongol da Índia e o seu túmulo foi construído por ordem de Hamida Banu Begum , sua viúva  . A construção  começou em 1565, nove anos após sua morte, e foi concluída em 1572 dC, a um custo de 15 rupees do lakh (1,5 milhões) na época. Emuma área de mais de 12 mil metros quadrados.

Detalhes da Tumba

De acordo com a `Abd al-Qadir Bada’uni , um dos poucos historiadores contemporâneos a mencionar  essa construção, o arquiteto da tumba foi o  persa, Mirak Mirza Ghiyas , que foi trazido de Herat (noroeste Afeganistão ), e já tinha anteriormente  projetado  vários edifícios em Herat, Bukhara , e em outras partes da Índia.

As arcadas sobre as quais o monumento foi construido

Uma das escadas de acesso

O mausoléu, em si, fica no centro de um belíssimo e enorme jardim, com espelhos de agua  unidos por canais, em cima de uma alta plataforma, com arcadas em toda sua extensão. A entrada principal fica no lado sul, e há outra entrada, no lado oeste.

Entrada

Vista interna do duomo onde está o sarcofago

A tumba tem o formato  octogonal  irregular com quatro lados mais longos e quatro lados curtos, e encimada por uma cúpula de 42,5 m de altura,  revestida com mármore e ladeada por  pilares decorativos (Chhatris).

Detalhe do Portal de Entrada da Tumba

O interior é uma grande câmara octogonal com compartimentos abobadados e telhados interligados por galerias e corredores. O formato  octogonal é repetido também no segundo andar.

Detalhes do espetacular trabalho de esculpir o mármore como se fosse “renda”… característica da arquitetura Mhungal

A estrutura da construção  é de pedra revestida de arenito vermelho  com detalhes em mármore  branco e preto  . O túmulo e suas estruturas adjacentes estão substancialmente no seu estado original, e as intervenções no presente século têm sido mínimas para não afetar a originalidade da obra.

O Imperador Humayun

O Imperador Humayun viajou muito através do mundo islâmico, principalmente para a  Pérsia e  Ásia central e,  dessas viagens,  trouxe as  ideias para serem aplicadas  pelos arquitetos em seu reino, incluindo a construção do seu túmulo.

O túmulo sempre foi respeitado, ao longo de toda a sua história e assim conseguiu manter a sua forma original intacta. Foram feitas apenas, ao longo dos anos,  intervenções para preservação da obra.

O espelho d”agua que parece desaparecer sob o monumento

Dentro do complexo da Tumba, uma das características mais notáveis ​​são as praças ajardinadas (Chaharbagh) com canais de água que  parecem  desaparecer sob a estrutura do  túmulo e reaparecem  no outro lado em linha reta, o que sugere a inspiração no verso do Alcorão, que fala de rios que correm sob o “Jardim do Paraíso”.

Sarcófagos da esposa e familiares do Imperador

Câmara central da tumba e o sarcófago do Imperador

O complexo  engloba a tumba principal do Imperador Humayun, e dezenas de outros túmulos, como o da  sua esposa, Hamida Begum, e também Shikoh Dara , filho do Imperador  Shah Jahan (construtor do Taj Mahal), bem como numerosos outros Mughals subseqüentes, incluindo o imperador Shah Jahandar , Farrukhsiyar , Rafi Ul-Darjat , Rafi Ud-Daulat e Alamgir II .

Portão de Entrada

O Tumulo de Hanayun criou um precedente importante para a futura arquitetura  Mhungal , para os mausoléus reais, que atingiu o seu apogeu com o Taj Mahal, em Agra.

Anúncios

Publicado em 1 de agosto de 2012, em Índia e marcado como , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: